Polícia

07/11/2016 10:56

No dia em que iria conhecer a irmã, pedreiro é atropelado e morre no hospital

Trágica e comovente a história do pedreiro José Costa Martins, 38 anos, que morreu no Hospital Regional de Vilhena, onde estava internado desde ontem, após ser resgatado no quilômetro 14 da BR 174. 
O FOLHA DO SUL ON LINE conversou com a mulher do construtor, e ela disse que o marido havia saído de casa, no Setor 22, por volta das 6:00h da manhã de sábado(05). Ele teria ido à residência do irmão, a fim de ver a irmã do primeiro casamento do pai, que iria conhecer após 47 anos.
A mulher que era esperada pela família de José viera de São Paulo para conhecê-lo, bem como os outros parentes. Uma grande festa estava sendo preparada em Colorado do Oeste, onde todos se reuniriam. Hoje, no entanto, com a morte do pedreiro, o evento foi cancelado. 
As lesões no corpo do pedreiro, incluindo o traumatismo crânio-encefálico que provocou sua morte, teriam sido causadas por atropelamento. De acordo com uma testemunha, José teria sido atingido por um Fiat Fiorino branco nas proximidades do secador, na rodovia que liga Vilhena a Juína.
O motorista do veículo que provocou a morte ainda não foi ouvido, de modo que não se sabe em que circunstâncias teria acontecido o atropelamento.
 
A esposa de Martins disse que ele era acostumado a sair de casa e também bebia, mas não há confirmação de que ele estivesse embriagado no momento do acidente. Ele deixa dois filhos e deverá ser sepultado com Colorado do Oeste. Na foto que ilustra este texto cedida pela família, José aparece ao lado da filha.
 


Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação


Logo 400x340Img 20181110 wa0036OndaImg 20181118 wa0053Img 20180328 wa0042

Todos os direitos reservados, site plantaocentral.com.br/agosto/2015

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo