Arquivos 710 banners 15212 logo png 340 340 1 0  png
Anigif
2018 10 15 14.56.14
605x70 1 1

Polícia

09/03/2017 13:42

Idoso confessa que matou morador de Ji-Paraná em Vilhena

A Polícia Civil de Vilhena desvendou, com a confissão do suspeito, feita na última terça-feira(07), o assassinato de um homem identificado como José Antônio de Paula, 47 anos, registrado no final do mês passado. O corpo da vítima, que estava com as mãos amarradas, apresentava marcas de espancamento, principalmente na região da cabeça. Lembre aqui.
 
O homem que executou José, ao ser ouvido pela polícia, disse ter “perdido a cabeça” por ter sido vítima de um dos muitos golpes aplicados pelo homem, que era morador de Ji-Paraná. Usando documentos falsos e apresentando-se como Luís Roberto dos Santos, o golpista tinha extensa ficha corrida nas DPCs de várias cidades de Rondônia.
 
As autoridades pediram para que o nome do autor confesso do homicídio, que tem 66 anos e é sitiante, mas também trabalha com fretes, fosse preservado, mas autorizaram que o depoimento dele fosse publicado. 
 
Conforme o relato do idoso, tempos atrás ele foi abordado por José Antônio, que lhe ofereceu um terreno na avenida Jô Sato. Como o imóvel, numa das regiões mais valorizadas da cidade, estava sendo ofertado por preço atrativo, a vítima do golpe fechou o negócio.
 
Na transação, o vilhenense ofereceu uma picape e R$ 25 mil em dinheiro. Também vendeu um outro carro para o estelionatário, que pagou o veículo com cheques pré-datados.
 
Quando a esposa do agricultor foi à prefeitura para verificar se o terreno estava envolvido em dívidas, apresentou o contrato de compra e venda reconhecido em cartório, mas foi informada: o lote pertencia a uma mulher que hoje mora em Santa Catarina.
 
Ciente de que havia sido vítima de um “picareta”, o ancião ligou para José Antônio, dizendo-se disposto a adquirir o restante do imóvel, já que havia comprado apenas metade do bem.
 
O golpista compareceu à casa de sua vítima e, quando chegou lá e foi confrontado com a verdade, tentou fugir, mas acabou capturado e imobilizado. O freteiro ainda tentou um acordo, mas José alegou que havia trocado os veículos por cocaína. Quando o idoso percebeu que não havia jeito de reaver o que tinha perdido, disse ao golpista, que já estava com as mãos amarradas: “Então você vai morrer para não dar prejuízo a mais ninguém”.
 
Com a ajuda de dois rapazes que, segundo disse, também haviam sido ludibriados, o sitiante colocou José no bagageiro de um Gol e levou até o local onde ele acabou executado a pauladas. Antes de matar o homem, o aposentado ainda tentou novamente um acordo, rejeitado pela vítima, cujo corpo só foi encontrado no dia seguinte.
 
A polícia deve indiciar, além do autor dos golpes, as pessoas que o ajudaram a levar a vítima até a zona rural da cidade.
 

Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

 


Img 20181009 wa0212Img 20181015 wa009220181015 144212Img 20180328 wa0042

Todos os direitos reservados, site plantaocentral.com.br/agosto/2015

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo