Arquivos 710 banners 15212 logo png 340 340 1 0  png
Anigif
2018 10 15 14.56.14
605x70 1 1

Polícia

10/07/2018 16:00

Justiça decreta prisão preventiva de 23 suspeitos após invasão em fazenda de Alvorada do Oeste, RO

 A Justiça decretou a prisão preventiva na tarde de segunda-feira (9) de 23 suspeitos por invadirem uma fazenda e fazer uma família refém em Alvorada do Oeste, região situada a pouco mais de 430 quilômetros de Porto Velho, no último fim de semana. A conversão foi feita pelo Tribunal de Justiça da cidade. A decisão cabe recurso.

Ao G1, a juíza da 1ª Vara Civil e Criminal de Alvorada do Oeste, Simone de Melo, disse que ouviu todos os suspeitos antes de decretar a prisão. "Realizei uma audiência dentro do presídio e eles foram ouvidos. Também solicitei documentos pessoais", explicou Simone.

Segundo o delegado-chefe, Fred Matos, da Polícia Civil da cidade, ainda há suspeitos sendo investigados pela participação efetiva no cárcere privado, ocorrido no último sábado (7).

"São três dos 23 que tiveram a prisão preventiva decretada que ainda estão sendo investigados. A Polícia Civil continua com as apurações sobre o caso", contou o delegado. Todos seguem presos no presídio da região.

 

Entenda o caso

De acordo com a Polícia Militar (PM), 15 homens armados mantiveram, na fazenda Verde Vale, cinco pessoas em cárcere privado por mais de 10 horas. No total, 23 homens e 10 mulheres foram conduzidos à Unisp do município.

Após as vítimas procurarem a polícia, uma força tarefa foi montada com objetivo de conter possível avanço de outros invasores.

Na fazenda Verde Vale, onde o crime aconteceu, os policiais foram recebidos por várias famílias, identificadas como membros do movimento Liga dos Camponeses Pobres (LCP), que defende a ocupação dos latifúndios pelo Brasil.

Na ocasião, todos foram conduzidos até a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para serem ouvidos.

Segundo a ocorrência, os invasores estavam armados com um fuzil, quatro espingardas, revolveres e pistolas. O dono da fazenda apresentava escoriações nos braços e no punho. As outras vítimas tinham ferimentos superficiais devido às amarrações. Eles foram encaminhados ao hospital mais próximo e liberados.

 
 
 
Fonte:G1/RO

Img 20181009 wa0212Img 20181015 wa009220181015 144212Img 20180328 wa0042

Todos os direitos reservados, site plantaocentral.com.br/agosto/2015

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo